Polícia vai intimar dono da empresa que deixou estudantes sem festa de formatura no Rio

Estudantes pagaram cerca de R$ 3,5 mil por festa cancelada em cima da hora. Caso foi registrado na 16ª DP, na Barra da Tijuca. Procon notificou empresa nesta segunda-feira (22), mas dono está desaparecido.

A Polícia Civil do Rio vai intimar o dono da empresa que aplicou o golpe da formatura em cerca de 400 estudantes do Rio de Janeiro. No sábado(20), estudantes de escolas públicas e particulares do da cidade chegaram ao local do evento, na Zona Oeste, e descobriram que a festa tinha sido cancelada.

Rodrigo Lopes Marques, dono da Aloha 2009 Formandos e Eventos, ainda está desaparecido. Nesta segunda-feira (22), fiscais do Procon foram até a sede da empresa e entregaram uma notificação para Naiara Barcelos, mulher e sócia de Rodrigo. Ela saiu do escritório sem dar explicações, como mostrou o RJ2.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *